18 de nov de 2007

Sensiblidade Ariana

_______________
__________

Do vento seus movimentos,
seu colo meu aconchego
meu toque a mais leve brisa
seu toque tempestades!
em mim todos os vermelhos
dos sutis aos carnais
do vinho, da rosa, de paixão.
Testemunha são todos esses azuis
do planeta terra, do céu, do mar...

Só resta, nos lançar !
________________
_________


4 comentários:

Jacinta disse...

O domingo já vai se despedindo...
Tarde de preguiça e espera da segunda que chegará e não tardará.
Melhor então é recorrer à fantasia e navegar, tendo como leme os teclados. Lembro-me de um porto que seduz pela beleza e remo, remo...continuo a remar e dou de cara com a Sensualidade Ariana. Se não fosse sagitariana diria: esse poema é prá mim.
Aparecerei mais vezes.

Jacinta Dantas

Jacinta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jacinta disse...

Ei poeta,

Fiquei tão encantada com teu poema que até cometi um ato falho. Troquei Sensibilidade por sensualidade. Por que será?
Ah! pra que explicação. O poema é lindo mesmo. Juro que li SENSUALIDADE em vez de sensibilidade. Mas o comentário continua valendo. Amei.

Jacinta Dantas
www.reflorescer.blogspot.com

Wellington Felix disse...

Jacinta, muito obrigado seu comentários são sempre relevantes
adoro suas visitas e seus vestigios
muito obrigado