30 de jun de 2008

Grito e Acordes

Acorde(i)
por vezes os acordes do mundo desafinam e nos acordam
ouvimos
------
Gritos
Por vezes os acordes desacordam o mundo
e nós unissomos

22 de jun de 2008

Qual a sensação ?


Qual era a sensação
da fruta em sua língua
crianças matando a fome
com as frutas da vizinha
era a sensação de pular o muro
a aventura de ser descoberto...
era a sensação da barriga cheia...
Crescemos?
qual a sensação de roubar o seu irmão ?
como você foi entrar no esquema?
cada roubo mata de fome mil irmãos
suas decisões afetam milhões.
meu amigo Deputado, Sr. Vereador
Meritíssimo Juiz , Vossa Excelência,
amigos Policiais
Seu irmão esta preso
roubava pra comer
Você ainda no mensalão
Qual a sensação?


12 de jun de 2008

Jornada


Ele ia só,
dentro da sua pele,
ele negava os objetivos concretos
mas ele tinha um diamante escondido
ele ia com o vento empurrando-lhe,
e seus pés ja não sangravam tanto,
ele ja não acreditava em plasticos:
(kens e Barbies) e suas plasticidades de silicones
mas continuava criança no seu olhar
ele persistia em seu sonho
ele tinha um sol queimando-lhe o peito
ele ia cansado e ofegante,
ainda mantinha a velha fé
ele jamais desistiria dessa jornada,
ele sentia que não seria a ultima vez
ele mantinha o diamante na memória
e na memória ele mantinha os cheiros e os toques
ele só queria ser amado novamente . . .



ps. sugestão de musica http://www.youtube.com/watch?v=lRcQZ2tnWeg

8 de jun de 2008

Adormecer e a cor-dar


Ador mece - Wellington Felix:

A sua precença me revela
O seu carinho me descobre
a sua essencia me invade
o nosso diamante adormeceu na terra
mais ainda guarda o brilho,
que me atrai e traz meus sonhos
e eu me perco nesta luz...
e me encontro nos seus braços,
um circulo que não se desfaz
do vulcão
de um amor que acorda


A-cor-dar - Marcia Daré

O nosso estar presente me des-ve-la ...
o acordar de um carinho especial me aconchega,
o cuidado estava guardado, regalado em LUZ
o teu abraço é meu suspiro
com vontade de viver
sem mais perder esse momento de abrir, crescer e acordar ...
quero apenas amanhecer todos os dias com alegria !!!
Eu quero ver o mar ....

1 de jun de 2008

Ode aoTrânsito


Sim amigo a alma envelhece e lembra as velhas cantigas
relembra dos rios e caatingas, e as buzinas minam os sonhos do meu ninar
e horizontes das estradas, tão longe nos vestígios
dos gestos obscenos de alguns motoristas
hoje circundo o Tiete os vegetos da cidade em desconstrução
o trânsito não é mais o direito de ir e vir
o trânsito não é o porvir, não é chegar
é o sangue dos motociclistas no asfalto,
o fedor dos teus dejectos no rio, no meu nariz,
o trânsito não é mais planetário, o transito é genérico
é apoplético é ir e talvez não ir,
é não poder, é não chegar, é desconforto é torto
é total, é recordista a cada manha
é tortura é ira , é seu tempo perdido,
e sua qualidade de vida saindo pela janela
é seu suor em puro desgaste
são seus pecados motorizados.
e a musica do novo tempo é a radio do transito ,
é o planeta dizendo-te a-Deus aos homens ,
o agoro
agora anti fluxo da vida.