4 de out de 2007

Barboletas





























Dedico a
Alceu Valença (Espelho Cristalino)

e Gabriel Garcia Marques( Cem anos de solidão)

As borboletas romperam da manhã


romperam de todas a frestas de luz

brotaram dos relógios parando o tempo

invadiram seus orkut's e e-mail's

elas nos invadiram aos montes

em frentes, formas e canções

as borboletas tingiram a fumaça de cores

filtrando os gases, encantaram os passantes

as borboletas ensinaram a voar

pararam as maquinas, rompendo os muros



levaram as mascaras
deixaram mais flores
enfeitaram até os aterros
Benditas alegraram a terra
as borboletas invadiram o senado
essa borboletas . . .
mostraram um caminho!