21 de set de 2007

Enquanto a morte não vem _ Wellington Felix

Enquanto podemos
Entoar novas canções
E olhar velhas florestas
e ao entardecer avistar
esses animais

Enquanto ao por do sol
Ao ouvirmos os passáros,
e nosso paladar ainda
sentir o prazer da agua pura

Não parem as maquinas !
Não se esqueçam as metas !
Que a produção aumente !

Enquanto a queimada destroi
Enquanto o calor é suportavel
Enquanto os polos não derretem
Enquanto a enchente não te afoga,

Enquanto o asfalto não ferve
Enquanto a fumaça é aceitavel
Enquanto a consciencia não acorda
Enquanto a demência nos domina

Não, não parem as maquinas !
Não se esqueçam as metas !
Que o PIB arrebente !

Enquanto o planeta morre
Não apaguem a luz. . .
Não desliguem os chuveiros
Não tirem os carregadores da tomada
Não façam o minuto de silencio
Pois estamos
vivos
Ainda.


O autor permite utilização em outras páginas da internet, com as seguintes condições:
1 - Manter a autoria : Wellington Felix
2 - Manter o poema inteiro idêntico (título e versos)
3 - Colocar o endereço ou link deste site como fonte





"O ultimo que sair apague a Luz” -Lenine

Nenhum comentário: