8 de dez de 2007

Decompor


Decompor o mundo em matéria escrita

e fragmentar estrelas em pequenos versos

recompondo o universo em singularidades,

ao atingir em cheio o céu da poesia

a divindade visita o poeta

e seu coração explode!

fragmentando-se estrelas

recompondo o universo em novas singularidades

assoprando palavras que reverberam vendavais

como se tocando a sintese se encontrasse o todo

se juntando a musica p'ra criar canções

procurando simplesmente

deter o mundo

apenas num momento

deste olhar cadente nesse poema.